Vivenciar na prática as técnicas de cultivo e processamento da mandioca no Estado como também conhecer as experiências dos produtores por meio da visitação às propriedades rurais da região do Juruá  foram os objetivos  das atividades de 50 horas de prática do curso FIC – Formação Inicial e Continuada, sobre o Cultivo e Processamento da Mandioca.  O publico alvo foram alunos do curso técnico em Agroecologia – campus Xapuri, produtores rurais do Polo agroflorestal Xapuri II e participantes do Curso de Formação Inicial e Continuada.

Durante o percurso da Caravana da Mandioca foi possível conhecer outros campus do Ifac, tais como o de Sena Madureira, Tarauacá e Cruzeiro do Sul. Foi realizada visitas aos produtores rurais das comunidades locais para conhecer o cultivo da mandioca e as diferentes produções da região.

 

Depoimentos

Para Jocicleide de Lima Moraes – produtora rural residente no Polo Agroflorestal Xapuri II, “o curso muito proveitoso, aprendi bastante, tenho muitas ideias na cabeça, temos roça, trabalho com macaxeira, farinha e goma, vendo na feira.”

Cleison da Silva Monteiro, aluno do Curso Técnico em Agroecologia, afirmou que “participar de uma prática dessas é um grande aprendizado pois na teoria é diferente, temos uma noção, já a prática complementa a teoria tornando mais fácil o aprendizado e enriquecendo o que estudamos.” Cleison é como produtor rural em Xapuri e atua em diferentes áreas de produção e da pecuária.

Uilson Fernando Matter, agrônomo do campus Xapuri, avaliou a atividade como uma excelente oportunidade por terem contato com situações enriquecedoras que envolve o conhecimento de diferentes tipos de solos, relevos, culturas, costumes e contatos com produtores, de certa forma, eles têm uma visão geral do estado do Acre, o que enriquece os seus estudos, já para os produtores que vieram é importante para conhecer o sistema

Para o Prof. Rafhael, coordenador da atividade, “essa é uma oportunidade de conhecer a cultura e as diferentes formas de cultivo realizadas no Juruá, conhecendo também a estrutura dos outros campus, sendo esta uma experiência enriquecedora realizada por meio das visitações, ao frigorífico Friboi, produtores locais e finalizando em Cruzeiro do Sul, onde a caravana irá visitar a produção de farinha.

A ação contou com a parceria do Idaf, Ufac e CVT Agroecologia Acre. Na oportunidade, o engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa – Acre, Amauri Siviero, ministrou uma palestra aos alunos do campus Tarauacá sobre a identificação da monilíase, fungo que ataca o cacau e o cupuaçu, esse fungo ainda não foi encontrado no Brasil, porém já existe em alguns países de fronteira, como Peru e Bolívia. A palestra teve como objetivo demonstrar como ocorre a ação dos fungos, o seu reconhecimento e o alerta para que, ao serem identificados, os órgãos responsáveis pelo combate sejam comunicados.

Além das atividades envolvendo a cultura da mandioca, os alunos visitaram um sistema de produção abacaxis em Tarauacá.

Caravana e Curso FIC – Cultivo e Processamento da Mandioca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *