Planejamento Estratégico cumpre nova etapa com capacitação

Durante os dias 13 a 16 de março, a equipe de desenvolvimento e os gestores do Instituto Federal do Acre (IFAC), com a presença da empresa de consultoria Steinbeis-Sibe do Brasil, cumpriram mais uma etapa do desenvolvimento e implantação do Planejamento Estratégico.

Na segunda-feira, os participantes se encarregaram da terceira revisão do Plano de Desenvolvimento Institucional do Instituto – PDI/IFAC para alinhamento ao Mapa Estratégico aprovado em dezembro de 2016.

Foi feita análise da base legal e premissas para a revisão do PDI, considerando os tópicos essenciais e a relação destes com os objetivos estratégicos. Discutiu-se, também, a melhoria do conteúdo e elaborado um checklist para os principais temas por área. A proposta será levada para os campi para apreciação durante os Fóruns de Gestão que acontecerão no mês de abril.

Nos dias 14 e 15, foi realizada a Oficina dos Painéis de Indicadores, instrumentos que permitem identificar e medir aspectos e evolução do Planejamento Estratégico, de acordo com o Mapa Estratégico 2017-2036 do IFAC, construídos seguindo características de economicidade, eficiência, eficácia e efetividade para sua aplicação.

Nestas datas ainda foram construídos e validados 43 indicadores para mensurar linhas de ações e atividades do IFAC, tais como: ligadas ao Ensino, os índices de evasão, eficiência acadêmica dos alunos concluintes, taxa de inserção ao mundo do trabalho, verticalização do Ensino; ligadas à consolidação da Extensão e Pesquisa, a taxa de estudantes participantes de projetos, os índices de parcerias estabelecidas, de participação popular nos programas e projetos, de execução de recursos e de projetos; e outros Indicadores relacionados à administração (identidade institucional, comunicação, estrutura física e tecnológica e quadro de servidores).

Na quinta-feira, 16 de março, aconteceu a terceira capacitação prevista na etapa 4 do projeto, o curso “Construindo o Portfólio de Projetos”, conduzido pelo consultor Fernando Quintans, da Steinbeis-Sibe do Brasil, que visou identificar e classificar os projetos estratégicos da instituição, isto é, as iniciativas que guardam uma relação adequada de custo-benefício ao mesmo.

Dentre as ideias discutidas, estão: a oferta de curso preparatório para o Enem, de testes de proficiência em língua estrangeira; a adoção de políticas de acessibilidade, de comunicação, fluxos operacionais e de internacionalização; além de outras ligadas às práticas e consolidação do ensino, pesquisa e extensão além da própria gestão institucional.

Para o mês de abril estão agendados os Fóruns de Gestão nos campi do IFAC, com a presença da reitora do Instituto, Rosana Cavalcante dos Santos. Os encontros têm objetivo de apresentar os Indicadores, Mapa Estratégico validado e a proposta de revisão do PDI. Além disso, também haverá uma coleta de dados e demandas para que sejam construídas propostas que irão compor o portfólio de projetos do Instituto.