Equipes técnicas definem indicadores que irão garantir cumprimento de objetivos estratégicos

Em continuidade aos trabalhos para desenvolvimento do Planejamento Estratégico do Instituto Federal do Acre (IFAC), servidores, juntamente com consultores da empresa Steinbeis – SIBE do Brasil, já iniciaram as atividades para definição dos indicadores que irão garantir o cumprimento dos objetivos propostos no Mapa Estratégico.

Para definição dos indicadores estratégicos serão realizadas sete videoconferências entre a equipe técnica de servidores do IFAC e profissionais da Steinbeis – SIBE do Brasil. A primeira atividade, que teve como tema central a área de orçamento. As demais atividades serão realizadas durante o mês de fevereiro sobre os temas: Tecnologia da Informação, Infraestrutura Física, Gestão de Pessoas, Comunicação Institucional, Gestão Estratégica e Ensino, Pesquisa e Extensão.

A pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Gírlen Nunes, que também é coordenadora do Planejamento Estratégico, destaca como essencial a participação dos servidores junto ao processo de desenvolvimento do Planejamento Estratégico.

“Esta etapa de elaboração dos objetivos estratégico é interna e com a contribuição de nossos servidores estamos definindo e construindo os indicadores, pois para podermos implementar a estratégia, precisamos aferir se essa mesma estratégia será alcançada ao longo dos anos. A forma de chegarmos a nossos objetivos e medirmos essa eficiência será por meio destes indicadores”, explicou a pró-reitora.

Ainda sobre a participação dos servidores, Gírlen Nunes ressaltou que o conhecimento técnico de cada área irá contribuir para a eficiência do Planejamento Estratégico. “Cada setor, por ser detentor do conhecimento técnico daquela área, tem contribuições fundamentais a nos dar. São olhares específicos, que são essenciais nesse processo e o conhecimento técnico será utilizado para garantir o desenvolvimento e crescimento da instituição ao longo dos próximos anos”.

Em relação às próximas etapas, Gírlen Nunes explica que serão realizados novos fóruns de gestão nos campi para apresentação do Mapa Estratégico, como também coleta de dados e demandas para que sejam construídos as propostas que irão compor o portfólio de projetos do IFAC. Conforme a pró-reitora, a expectativa é de que os próximos fóruns sejam realizados no mês de março.