IFAC valida mapa estratégico e define diretrizes para os próximos 20 anos

O Instituto Federal do Acre (IFAC) cumpriu mais uma etapa do Planejamento Estratégico. Desta vez, a equipe gestora, juntamente com demais representantes técnicos e docentes dos seis campi do IFAC, validaram o Mapa Estratégico que norteará as ações da instituição para os próximos 20 anos.

O documento é resultado das informações coletadas durante discussões realizadas com lideranças locais, respostas de questionários online, como também de fóruns de gestão, que contaram com a participação de servidores, representantes da sociedade civil e comunidade.

Com as informações em mãos, conforme explica o diretor de Planejamento e Gestão, Daniel Pena, pró-reitores, diretores gerais e sistêmicos, servidores e ainda diretores dos seis campi do IFAC construíram e validaram o Mapa Estratégico. O trabalho, que foi desenvolvido em dois dias, contou com a orientação do consultor da Steinsbeis Sibe do Brasil, Fernando Quintans, que conduziu as dinâmicas e discussões em grupo.

De acordo com Daniel Pena, a validação do Mapa Estratégico figura como um marco dentro da formação do Planejamento Estratégico de uma instituição. Segundo ele, este é o documento responsável por apresentar a missão, visão e valores da instituição, além dos direcionamentos a serem seguidos e que envolvem a sociedade, a instituição, infraestrutura local e processos.

“A implantação da estratégia no IFAC demanda que os servidores estejam alinhados e compromissados com o referencial estratégico institucional. A construção coletiva do Mapa Estratégico consolida a primeira etapa de implantação da gestão estratégica, permitindo-se a tradução da estratégia em ações que converterão a atuação institucional em resultados para a sociedade”, destaca Pena.

Pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (PRODIN), Gírlen Nunes destaca que a validação do Mapa Estratégico tem função de fornecer o modelo que demonstra como as estratégias ligam-se ao processo organizacional.

“Ele tem o objetivo de solucionar os problemas da organização, tanto no ambiente interno, como externo, analisando ainda a situação sob as perspectivas da sociedade, processos, pessoas e infraestruturas, e orçamentos. Dentro destas perspectivas há o alinhamento dos objetivos organizacionais, que é de extrema importância para criação de uma estratégia focada em resultados”, destaca Gírlen Nunes.

Em relação às próximas etapas, a pró-reitora informa que serão realizados fóruns junto às seis unidades de ensino do IFAC. Nestes eventos, que terão datas divulgadas em breve, será apresentado o Mapa Estratégico, como também construídos os indicadores e portfólio de projetos e processos para efetivação do Planejamento Estratégico.

Planejamento Estratégico

Com trabalhos iniciados em agosto deste ano, o Planejamento Estratégico compreende na formulação de um plano, com objetivos a curto, médio e longo prazo. É neste trabalho que estará inserido todo o planejamento das ações que serão executadas nos próximos 20 anos.

De acordo com a titular da PRODIN, o planejamento define as relações que o IFAC possui tanto em seu ambiente interno, como externo, como também auxilia na tomada de decisão e identificação de possíveis oportunidades e ameaças, possibilitando novas projeções, diagnósticos e melhorias dentro da instituição.

“Por ser um norteador dos objetivos do IFAC, o Planejamento Estratégico é considerado importante e indispensável num processo de tomada de decisão, que perpassa essa gestão. É um plano institucional e não de gestão. A atual gestão irá passar e outras tantas também, porém os objetivos que o IFAC pretende alcançar já estarão definidos neste planejamento”, reforça Gírlen Nunes