IFAC encerra fóruns de gestão com servidores e cumpre mais uma etapa do Planejamento Estratégico

Para dar continuidade a consolidação do planejamento estratégico do Instituto Federal do Acre (IFAC), foram encerrados, nesta sexta-feira (25.11), os fóruns de gestão em que servidores e docentes puderam apresentar propostas com foco em melhorias ao instituição para os próximos 20 anos. Os apontamentos compreendem em mais uma etapa do Planejamento Estratégico que vem sendo desenvolvido desde agosto deste ano.

As propostas coletadas durante os fóruns, que foram realizados nos seis campi e também com os servidores que atuam na reitoria, farão parte de um relatório que posteriormente será transformado em um portfólio de processos e/ou projetos. A partir daí, será finalizado o mapa estratégico da instituição, onde serão delineadas as prioridades a serem executadas no IFAC durante os próximos 20 anos.

“Após estas etapas, serão realizadas capacitações de indicadores para atingir as metas propostas, como também para implementar a estratégia na instituição. A expectativa é de que no final do primeiro semestre de 2017, o planejamento esteja finalizado e comece a ser implementado no segundo semestre do próximo ano”, explicou a pró-reitora de Desenvolvimento Institucional, Gírlen Nunes.

Consultor e diretor administrativo da Steinbeis – Sibe do Brasil, Fernando Quintans, destaca como importante a etapa de realização dos fóruns de gestão. Segundo ele, este é o momento de ouvir e compreender qual a percepção da comunidade em relação ao Instituto. “Fizemos uma primeira etapa com a visão da reitora, pró-reitores e diretores do IFAC, pois queríamos entender o que pensa a liderança. Não adianta entendermos a visão da liderança, sem entender quem recebe as orientações destas pessoas. Por isso a importância de se ter a percepção da comunidade como um todo e para isso executamos os fóruns de gestão”, explica Quintans.

De acordo com a reitora do IFAC, Rosana Cavalcante dos Santos, a participação dos servidores foi primordial, já que de nada adiantaria um planejamento sem a participação daqueles que atuam diariamente no Instituto. “O pensamento é coletivo. Precisamos ouvir quem está na ponta. É o servidor que sabe o que precisa ser feito. Em todos os campus foram realizadas estas dinâmicas. Percebemos também que muito do que vem sendo apontado já estamos fazendo, o que nos dá certeza de que estamos no caminho certo”, complementou.

Segundo Gírlen Nunes, as propostas apresentadas e que farão parte do Planejamento Estratégico serão trabalhadas para serem executadas a curto, médio e longo prazo. “Este momento é primordial, pois ouvimos os servidores, que possuem um olhar interno da instituição, como também representantes da sociedade civil, que contam com uma visão externa do IFAC. É desta maneira que vamos conseguir mapear quais as proposições mais importantes e as demandas que o IFAC necessitará dispor para a sociedade.

Para finalizar, a reitora do IFAC ressaltou o legado que será deixado para as próximas gestões do Instituto, como também para servidores e estudantes. “O IFAC é uma instituição pública, que está de portas abertas e sendo construído coletivamente, sem prazo de validade. Este trabalho é para as gerações futuras. Estamos plantando a semente, mas para que possamos chegar onde queremos, precisamos planejar. E cada servidor que participou deste trabalho também está ajudando na construção de uma história”.

Próximas etapas

Em execução desde agosto de 2016, o Planejamento Estratégico do IFAC está sendo elaborado pela empresa Steinbeis – Sibe do Brasil. Conforme agenda de atividades, no dia 01 de dezembro será realizada capacitação “Traduzindo a Estratégia” e no dia 02 de dezembro será elaborado o Plano de Comunicação. Já entre os dias 12 e 13 de dezembro será realizado o Mapa Estratégico e o Painel de Indicadores será feito entre 14 e 15 de dezembro.